Tipos de palmitos: qual é o mais saboroso?

4 minutos para ler

O palmito é um alimento que faz parte do cardápio de muitas pessoas. Além de ser versátil e delicioso, ele é fonte de muitas substâncias importantes para a saúde, como vitamina C, fibras e potássio, o que ajuda a prevenir algumas doenças. Existem diversos tipos de palmitos e é importante conhecer cada um deles para escolher o melhor e mais saboroso.

Os mais encontrados são o pupunha, juçara e açaí. A diferença entre eles está na planta em que são gerados, o que pode influenciar no tempo de amadurecimento, na conservação e no sabor.

Neste post, vamos falar sobre os diferentes tipos de palmitos que existem e como escolhê-los. Confira!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Quais são os tipos de palmitos principais?

Pupunha

palmito pupunha é o mais encontrado nos supermercados e é conhecido por boa parte da população. A pupunheira demora dois anos para crescer e, assim, a sua produção é mais constante, o que é uma opção ecologicamente favorável, se comparada ao açaí e ao juçara.

O sabor do palmito pupunha é bastante suave e pouco adocicado, tendo um miolo macio, fibroso e de baixo teor calórico. Em geral, por não apresentar antioxidantes, ele não escurece, tendo um tempo de conservação maior.

O pupunha é ideal para saladas ou pode ser feito assado com ervas e manteiga. Além disso, pode ser usado em receitas de rissole, risoto e tortas.

Açaí

Assim como o pupunha, o palmito açaí também é muito encontrado nos supermercados. Entretanto, assemelha-se mais ao palmito juçara e é cultivado em muitos estados do Brasil, como Bahia, São Paulo e Espírito Santo.

O palmito açaí desapontou no mercado quando o juçara entrou em ameaça de extinção. Ele é fibroso e apresenta um sabor mais forte, se comparado com o palmito pupunha.

Juçara

O palmito juçara é natural da Mata Atlântida e costuma ser o mais carnudo, se comparado aos outros tipos de palmitos. Ele precisa de um bom tempo para amadurecer — aproximadamente 8 anos. Ademais, o sabor é mais marcante.

Infelizmente, o palmito juçara está ameaçado de extinção devido à extração ilegal e massiva. Ao ser cortada, a árvore morre e o seu ciclo de replantio demora dez anos até o desenvolvimento de uma árvore adulta. Por isso, ao comprá-lo, verifique se o produto tem certificação pelo IBAMA e de plantação planejada.

Como escolher o palmito?

Qualquer que seja o tipo que você mais gostar, dê preferência aos potes de vidro em vez dos enlatados, para que você consiga ver o fundo da embalagem. Além disso, verifique se os pedaços apresentam tamanho regular e camadas uniformes de mesma textura.

Para ter certeza que o produto está livre de toxinas, basta fervê-lo por 20 minutos. Confira, a seguir, outras dicas:

  • não compre se a água estiver turva;
  • não compre se a tampa estiver estufada ou amassada;
  • não compre palmito muito fino, pois, provavelmente, foi extraído ilegalmente;
  • evite o consumo de palmito nativo; e
  • compre somente aqueles que apresentam, na embalagem, a origem e o registro do Ministério da Saúde.

O consumo de palmito não apresenta contraindicação, podendo ser usado no preparo de tortas, saladas e massas, trazendo um gosto especial para as receitas. Por existir vários tipos de palmitos, é essencial saber escolher aquele que apresenta uma extração legal e que apresente registro pelo Ministério da Saúde.

Gostou deste conteúdo? Quer saber mais sobre os nossos produtos? Então entre em contato com a nossa empresa! Será um prazer atendê-lo!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-